Esposas e maridos


3. Leia 1 Pedro 3:1-7. Que circunstância especial Pedro abordou nessa passagem? Qual é a relevância de suas palavras para o casamento hoje? Assinale “V” para verdadeiro ou “F” para falso:

  • A. ( ) O relacionamento íntimo entre os cônjuges. A passagem bíblica os ajuda a lidar com problemas de ordem sexual nos casamentos.
  • B. ( ) A submissão das esposas cristãs aos esposos descrentes. Pedro instriu as mulheres a respeito da convivência com maridos incrédulos.
  • C. ( ) A discórdia quanto às tarefas domésticas. Os ensinos do apóstolo são úteis, pois esclarecem qual é o papel de cada cônjuge no casamento.

Um indício textual importante habilita o leitor atento a resolver a questão tratada em 1 Pedro 3:1-7. Nessa passagem bíblica, o apóstolo se referiu aos maridos que “não obedecem à Palavra” (1Pe 3:1, ARC). Em outras palavras, Pedro estava falando sobre o que deveria acontecer quando uma esposa cristã fosse casada com um marido não cristão.

Ela encontraria dificuldades sendo casada com marido que não compartilhasse de sua fé. O que deveria ocorrer nessas circunstâncias? Assim como Paulo (1Co 7:12-16), Pedro aconselhou que as esposas cristãs não deixassem seus maridos. Em vez disso, afirmou que as esposas nessa condição deveriam ter vida exemplar.

As funções disponíveis às mulheres do primeiro século no Império Romano eram determinadas, em grande parte, pela sociedade específica. As esposas romanas, por exemplo, tinham mais direitos diante da lei no tocante à propriedade e à reparação legal do que a maioria das mulheres a quem Pedro estava escrevendo. Porém, em algumas sociedades desse tempo, as mulheres eram excluídas da política, do governo e da liderança na maioria das religiões. Pedro as exortou a adotar uma série de medidas admiráveis no contexto em que se encontravam. Ele as exortou a ser puras e respeitosas (1Pe 3:2). Aconselhou a mulher cristã a se interessar mais por sua beleza interior do que pelo adorno de penteados da moda, joias ou roupas caras (1Pe 3:3-5). A mulher que teme ao Senhor se comportará de tal maneira que recomende o cristianismo àquele com quem tem maior intimidade, seu marido.

As palavras de Pedro não devem, de maneira alguma, ser tomadas pelos maridos como permissão para maltratar suas esposas. Como ele ressaltou, os maridos devem mostrar consideração para com as esposas (1Pe 3:7).

Embora Pedro estivesse tratando de uma questão específica, mulheres cristãs casadas com descrentes, podemos observar um pouco do matrimônio cristão ideal. Cônjuges cristãos devem se apoiar mutuamente e viver com integridade ao adorar a Deus por meio de suas atividades diárias.