Entristecendo e resistindo ao Espírito


VERSO PARA MEMORIZAR: “Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção” (Ef 4:30, NVI).

LEITURAS DA SEMANA: At 7:51; Hb 10:24, 25; Ef 4:25-5:2; 1Ts 5:19-21; Mc 3:28, 29

O Espírito Santo tem a capacidade singular de conscientizar pecadores de seu verdadeiro estado pecaminoso. Ele também desperta em nós o desejo de aceitar Jesus e o perdão que o Senhor oferece. O Espírito Santo tem poder incomparável para nos tornar vencedores e nos habilitar a refletir o maravilhoso caráter de Cristo.

Entretanto, pecadores podem resistir ao poderoso Espírito Santo. Ele não nos força a aceitá-Lo.

O pecado é sedutor e muito atrativo, porém, é enganoso e leva à morte. Ele se opõe diametralmente a Deus, à Sua santidade e bondade. Ao refletir essa santidade divina, o Espírito Santo Se opõe ao pecado em todas as formas e Se entristece quando pecamos e não estamos dispostos a abandonar o pecado. Por mais poderoso que Ele seja, Sua influência positiva pode ser extinta. Resistimos ao Espírito quando continuamos em nossa vida pecaminosa. Os evangelhos nos dizem que há um pecado que não pode ser perdoado: a blasfêmia contra o Espírito (Mt 12:31, 32).

Nesta semana, estudaremos o pecado imperdoável, bem como os aspectos bíblicos que dizem respeito a entristecer, extinguir e resistir ao Espírito Santo.