A pedra viva


2. Leia 1 Pedro 2:4-8 (veja também Is 28:16; Sl 118:22; Is 8:14, 15). Que verdade fundamental foi mencionada por Pedro? Como devemos agir em resposta ao sacrifício de Jesus? Assinale a alternativa correta:

  • A. ( ) Jesus é a pedra que não será rejeitada por ninguém.
  • B. ( ) Jesus foi a grande Pedra, mas está morto e não pode nos ajudar em nada.
  • C. ( ) Jesus é a pedra angular, rejeitada por muitos. Devemos nos achegar a Ele e oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus.

Depois de instruir seus leitores a buscar o alimento espiritual, Pedro dirigiu imediatamente a atenção deles para Jesus Cristo, a Pedra viva, muito provavelmente uma referência ao templo de Jerusalém. Em 1 Pedro 2:4-8, ele citou três passagens do Antigo Testamento que ressaltam a importância das pedras angulares. Essas pedras representam a função de Jesus em Sua igreja. Pedro não foi o único a relacionar esses versos a Cristo. O próprio Salvador empregou o Salmo 118:22 na conclusão de uma de Suas parábolas (Mt 21:42). Pedro fez o mesmo em Atos 4:11, em seu discurso à liderança judaica. Paulo usou Isaías 28:16 em Romanos 9:33.

O argumento de Pedro é que, embora Jesus tivesse sido rejeitado e crucificado, Ele havia sido escolhido por Deus para Se tornar a pedra angular da casa espiritual divina. Por isso, os cristãos também são pedras vivas edificadas nessa casa. Ao usar a terminologia da pedra angular e da pedra fundamental, Pedro estava apresentando um retrato da igreja, que é fundada sobre Jesus, mas formada por aqueles que O seguem.

Tornar-se cristão significa passar a fazer parte de uma comunidade cristã ou igreja. Assim como um tijolo deve ser usado para edificar uma estrutura maior, os cristãos também são chamados a ser seguidores de Cristo em comunidade. Um cristão que não adora nem trabalha com outros cristãos para o avanço do reino de Deus é uma contradição. Os cristãos são batizados em Cristo e, sendo batizados nEle, também são batizados em Sua igreja.

Pedro falou também sobre a função da igreja, que é formar um “sacerdócio santo” (1Pe 2:5) que ofereça “sacrifícios espirituais”. No Antigo Testamento, os sacerdotes mediavam entre Deus e Seu povo. Muitas vezes, Pedro e outros autores do Novo Testamento lançaram mão da linguagem do templo e do sacerdócio a fim de apresentar a igreja como templo vivo de Deus, e Seu povo, como sacerdotes desse templo. Pedro mencionou o sistema de culto do Antigo Testamento para revelar verdades sobre a maneira pela qual os cristãos devem viver e agir hoje.

3. Leia 1 Pedro 2:5. O que significa “oferecer sacrifícios espirituais”?